Farmácia

Biologia

Farmacotécnica

Química

Biofísica

Membrana Plasmática e Transporte de Substâncias


Membrana Plasmática

Funções:

- Importação e exportação de moléculas;
- Capacidade de movimento e expansão;
- Recebe informações.



A Membrana Plasmática é formada por:

-Lipídios
: é formada por uma camada dupla de fosfolipídeos, organizadas de forma que a "cabeça" é hidrofílica, voltada para cima e a "cauda" hidrofóbica, voltada para o interior. Essa organização torna a membrana seletiva, pois só atravessa a membrana por
difusão simples substâncias lipossolúveis (que são solúveis em lipídios). Com exceção da água que mesmo sendo uma molécula polar (hidrofílica) consegue passar pela membrana pois é essencial para qualquer tipo de vida(a água e o etanol são moléculas polares pequenas por isso conseguem passar por difusão simples).

Na difusão simples, a passagem de substâncias ocorre de forma direta.

A difusão simples é sempre a favor do gradiente de concentração, então é sempre um transporte passivo, o qual não gasta energia.


Passa por difusão simples gases como oxigênio e dióxido de carbono, que são substâncias lipossolúveis, passa substâncias hidrofóbicas(que não tem afinidade com a água) e algumas substâncias polares/hidrofílicas (que tem afinidade com a água), as pequenas como a água e o etanol. Substâncias que não têm afinidade com lipídios dificilmente conseguem passar pela membrana, a não ser que sejam bem pequenas (como moléculas de água e etanol) se não o jeito delas passarem é por difusão facilitada.

Na difusão facilitada, ocorre com a ajuda de proteínas transportadoras.

Transporte principalmente de substâncias hidrofílicas.

A difusão facilitada quando ocorre a favor do gradiente de concentração é um Transporte Passivo, quando ocorre contra o gradiente de concentração (para ocorrer tem que gastar energia) então é um Transporte Ativo.

-Colesterol: deixa a membrana menos permeável a substâncias hidrofílicas.

-Proteínas: A maioria das proteínas da membrana celular está mergulhada na camada dupla do fosfolipídios, interrompendo sua continuidade, são as proteínas integrais. Outras, as proteínas periféricas, estão aderentes às extremidades de proteínas integrais. Algumas proteínas atuam no transporte de substâncias para dentro ou para fora da célula. Entre elas existem também as glicoproteínas, que são proteínas ligada a carboidratos.


Osmose

É um tipo de transporte passivo (não gasta energia) nesse processo a membrana deixa passar solvente (água). Podendo ganhar ou perder água dependendo da quantidade do líquido ao redor dela, ocorrendo até que haja um equilíbrio entre o meio intracelular e o meio extracelular.


Isotônica: Não ocorre osmose pois a um equilíbrio na concentração do soluto.

Células mergulhadas em soluções Hipotônicas:

Hipotônica: (do grego “hypo”=inferior) É quando há uma quantidade menor de soluto na solução do meio externo da célula o que faz a água entrar nela (podendo estourar). Entrando água aumenta a concentração de soluto fora e diminui a de dentro, afim de obter equilíbrio.

Células mergulhadas em soluções Hipertônicas:

Hipertônica: (do grego “hyper”=superior) É quando há uma quantidade maior de soluto na solução do meio externo da célula o que faz a água sair dela (as células que fazem esse tipo de osmose, murcham e encolhem). Saindo água da célula a concentração de soluto de dentro dela aumenta e a de fora diminui.


Transporte Passivo: Não há gasto de energia (ATP, adenosina trifosfato), ocorre do meio mais concentrado para o menos concentrado. À favor do gradiente de concentração.

Transporte Ativo: Há gasto de energia, ocorre do meio menos concentrado para o mais concentrado.








2 comentários:

William Almeida disse...

Muito bom isso é matéria de faculdade, ajudou muito !

William Almeida disse...

Muito bom isso é matéria de faculdade, ajudou muito !

Postar um comentário