Farmácia

Biologia

Farmacotécnica

Química

Biofísica

Locais de Ação dos Fármacos

Receptores 



Receptores são proteínas reguladoras.


Fármacos podem ativar ou inibir esses receptores.

Existem diversos tipos de receptores.



Canais Iônicos 


São canais na membrana das células que permitem a passagem de íons.

Fármacos podem bloquear ou modular os canais iônicos.


* Procaína e Lidocaína são anestésicos locais que bloqueiam os canais de sódio e potássio dependente, impedindo assim a criação de potencial (dentro da célula é mais negativo, com a entrada desses cátions ela despolariza, ficando positiva dentro por um tempo, esse estímulo é passado pelas células pelo organismo), não ocorrendo estímulo ou resposta de dor.


* Benzodiazepínicos como o lorazepam entre outros, mantem o canal iônico GABA aberto por mais tempo, permitindo maior entrada de Cl-, dessa forma a célula fica hiperpolarizada, demorando sua despolarização e consequente geração de potencial.







Enzimas
 

São proteínas que agem como catalizadores biológicos de alta especificidade.

S (substrato) + E (enzima) -> SE (complexo enzima-substrato)
SE -> P (produto) + E (enzima).

Então caso haja um substrato falso para começar essa reação, resultará em um produto falso e enquanto essa enzima estiver fazendo esse produto, ela não poderá gerar o produto verdadeiro de sua catalização.



Esse processo pode ser útil se o fármaco for um substrato falso da enzima que cataliza a reação de fabricação da noradrenalina por exemplo.
Então haveria menor produção (do produto verdadeiro) desse neurotransmissor.


Transportadores


O exemplo mais comum de transportador é a bomba de sódio e potássio, que transfere 3 átomos de sódio para fora da célula e 2 átomos de potássio para dentro com o gasto de uma molécula de ATP.
Esse processo deixa o interior da célula sempre com menos partículas positivas do que o meio externo.


Há também transportadores de várias outras substâncias como de serotonina da fenda sináptica.
Depois que ela ativa seus receptores na membrana pós-sináptica, ela é pega de volta para os neurônios pré-sinápticos. 

0 comentários:

Postar um comentário